Diagnóstico Diferencial

Outras síndromes como a síndrome de Rett, a SPW, a encefalopatia crônica não evolutiva, a síndrome de Lennox-Gastaut (Dulac & N’Guyen, 1993), o autismo (FISHER, 1996) e a síndrome do retardo mental com talassemia ligada ao Cr X (ATR-X) (WILKIE et al., 1990; Ogle et al., 1994) podem mimetizar as características clinicas da SA, principalmente durante o período de lactente, quando o EEG pode ser extremamente útil para o diagnóstico diferencial (Laan et al., 1998a).

Baseando-se, exclusivamente, no EEG os principais diagnósticos diferenciais a serem feitos são a síndrome de West, no lactente e a síndrome de Lennox-Gastaut e síndrome de Doose, na infância (Matsumoto et al., 1992). A síndrome do 4p- tem sido descrita como tendo características eletrencefalográficas similares às da SA, apesar do quadro clínico completamente distinto (S’GRO et al., 1995).

O EEG é particularmente útil no diagnóstico diferencial entre a SPW e a SA, em especial no primeiro ano de vida quando várias características clínicas podem se sobrepor como, por exemplo, a presença de albinismo oculocutâneo e hipopigmentação (CREEL et al., 1986; KIRKILIONIS et al., 1991; SAITOH et al., 1997; SPRITZ et al., 1997). O mesmo pode ocorrer nos estágios iniciais da síndrome de Rett (LAAN et al., 1998a).